Ordem da Manopla

Order_of_the_Gauntlet.jpg

“Quando o mal ataca, nós contra-atacamos.”

Muitos paladinos e clérigos de Tyr, Helm, Torm e Hoar se juntaram à organização, vendo-a como uma forma de finalmente fazer causa comum contra os males espalhados pelo mundo. A Ordem da Manopla está pronta para agir assim que o mal age, e não antes. Quando o mal quebras leis, acordos ou códigos de conduta comumente aceitos, a Manopla golpeia forte e rápida, sem esperar as bênçãos de templos distantes ou a permissão dos governantes. O mal deve ser oposto no campo e esmagado, ou ele irá triunfar rapidamente.

A Ordem da Manopla é um grupo de indivíduos dedicados, muito unidos impulsionados por zelo religioso ou um sentido finamente afiado à justiça. Amizade e companheirismo são importantes para os membros da Ordem da Manopla, e eles compartilham uma relação de confiança e um vínculo normalmente encontrado entre irmãos. Como soldados altamente motivados, os membros da Ordem da Manopla procuram tornar-se o melhor no que fazem e são ansiosos para testar a sua coragem. Há poucos, se houver, “lobos solitários” nesta organização.

DnD_Faction_OOTG_300x300-240x240.png

CONVICÇÕES

  • A fé é a maior arma contra o mal – fé em seu deus, seus amigos, e si mesmo.
  • Lutar contra o mal é uma tarefa extraordinária que exige força e bravura extraordinárias.
  • Punir um ato maligno é justo. Punir um mau pensamento não é.

OBJETIVOS

  • Se armar, ser vigilante e pronto para destruir o mal
  • Identificar ameaças malignas como grupos secretos poderosos e criaturas inerentemente más
  • Fazer valer a justiça.
  • Punir atos malignos – não fazer ataques preemptivos.

FILOSOFIA

“Esse é o problema com o Mal: ele é escuridão, é sombra, se esconde no seu ponto cego. E aí, quando você está distraído, ele se infiltra. O Mal é um mestre dos disfarces – e qual é o maior dos disfarces, você pergunta? É você mesmo. O mal vai se encobrir com pensamentos e emoções fingindo serem suas, lhe dizendo para sentir raiva, ganância e inveja, para achar que você é mais importante que os outros.

As pessoas não nascem ruins – leva tempo para o mal lhe enganar e convencer que essa voz é sua. É por isso que conhecer bem a si mesmo é algo que a Ordem exige de todo novo recruta que quer se juntar às tropas.Coragem não é enfrentar o dragão lá fora – é enfrentar o dragão interior. É isso que fazemos em nossas orações. Quando tiver aniquilado esse dragão, você terá superado a escuridão que se esconde dentro de si mesmo. Só então você estará pronto para empunhar a espada e vestir o brasão de nossa Ordem."

— Kajiso Steelhand

Voltar para Facções

Ordem da Manopla

Dungeons & Primos Macnol